28 janeiro, 2007

And now...a taste of things to come

Estava eu a ler os comentários do blog (fala doggma, tava sumido, hein? :P ), quando fui na Wikipedia olhar a discografia do Ozzy. Simplesmente não acreditei no que eu lí: o cara está tirando de seu catálogo os álbuns Speak Of The Devil, The Ultimate Sin (que você encontra algumas linhas abaixo), Just Say Ozzy e Live And Loud!
O site Black Sabbath Online também dá a mesma informação.

Ou seja, quem comprou, comprou. Quem não o fez, não compra mais (ou até durarem os estoques :D)

Que Ozzy virou uma paródia dele mesmo todo mundo sabe; que ele tem problemas de memória, está mais do que na cara; que ele tem dislexia, qualquer médico irá dizer; mas agora todo mundo sabe que o velho pirou de vez! 8O
Não sei se é influência de sua esposa, pois tem homem que se deixa ser controlado pela mulher, ou ele perdeu o interesse pela música. Como artista ele tem direito de fazer o que bem entender com ela, mas...querer esconder o que fez?

Vamos esquecer as fofocas em relação a quem toma as decisões em sua vida, mas que eu fico triste de ver uma figura tão carismática - e um dos responsáveis pelo Heavy Metal ser o que é - ter afundado desse jeito. Segundo o artigo, ele não gosta da imagem e do som que fez nesse período. Tudo bem, mas querer esconder, tirando de catálogo? Eu achei que depois da Sharon ter dado aquele xilique no Ozzyfest com o Iron e ele ter regravado as partes de baixo e bateria dos álbuns "Diary of a Madman" e do "Blizzard of Ozz" (para não pagar royaltys. Que coisa feia...), as coisas iriam se acalmar por algum tempo, mas vejo que me enganei.

O pior é que nem dá para brigar ou culpar o cara, já que o cérebro dele virou mingau e a saúde dele não é das melhores (apesar da imagem "sessentão e ex-viciado que se cuida"). Ví recentemente uma entrevista sua no Larry King e sei que isso não é coisa que se faça, mas...deu dó! Ele não conseguia pronunciar meia frase sem balbuciar ou enrolar a língua, muito menos completar um pensamento sem ajuda.

Ele sabe o que está acontecendo com ele, pois declarou que já era, de tanto se drogar e dos excessos que praticou na vida, mas mesmo assim é duro ver alguém que você admira decair dessa maneira.

E tirar álbuns do catálogo não, né Ozzy... >:-(
 

4 comentários:

Michel disse...

Ozzy é uma instituição e ponto. O Sabbath com Ozzy responde sozinho com metade da originalidade do que já foi feito no heavy metal e ponto.

Só que Ozzy vendeu a sua alma para o diabo lá pelo meio dos anos 80...

Em vez de pesquisar na Wikipédia ou no site do Joe Siegler, o melhor é ir logo para o escracho, como faz a Desciclopédia:

http://desciclo.pedia.ws/wiki/Ozzy

Ri muito com a história da lenda semi-viva do metal!

Defensor, O Maldito disse...

Saudações
Enquanto todos achavam engraçado aquele reality show dele, eu achava lamentável ver um ícone do metal em plena decadência, arruinado pelos excessos e dominado por uma brucha horrorosa...
Triste fim.

Podem me xingar, mas sempre gostei mais do Dio mesmo. Pelo menos não virou uma paródia de si mesmo como o Madman.

Abraços

luís disse...

figura patética, degenerada e uma voz um tanto ridícula. Pra mim esse "made mem" não passa da grande farsa do heavy metal. isso na minha humilde opinião

Anônimo disse...

Porra,alguém conhece uma pessoa que nasce sexagenária e ex-drogada,com severas consequências ao corpo???
Ora,Luís, o retrato do Ozzy hoje é esse,mas e quando ERA o OZZY?
Chamá-lo de farsa do heavy metal é querer que você tenha 16 anos de idade em 2007,2008...Menos,car,menos...
Concordo com o que escreveu o Defensor Maldito (mas, bruxa não é com "ch",caralho...),pois a grana que o Ozzy ganhou não compensava a exposição que ele e sua família optaram. Mas,as verdinhas falarão mais alto sempre...Miguel.