22 janeiro, 2007

Vulcano



Olhem como são as coisas...
O Defensor e eu trocamos mensagens de como era o Metal nos idos anos 80 e como ele está em decadência atualmente.

Naquela época o país estava saindo de uma ditadura e em plena crise econômica. O Heavy Metal nacional como conhecemos estava em seus primórdios, já que não havia praticamente nada aqui, seja em matéria de shows ou de lugares onde a galera pudesse se encontrar. Como estava tudo começando, o tempo foi de muitos erros e acertos, com muita diversão no meio.
Era como no filme Jornada nas Estrelas - Primeiro Contato, olhando para aquele passado nem tão distante assim.
Para quem não conhece o filme e a estória, o capitão Picard se despede de Lily, e esta diz que tem inveja do mundo ao qual ele irá retornar - o futuro -, com todas as maravilhas que ela presenciou, no que ele prontamente reponde que também estava com inveja dela, pois estaria dando os primeiros passos para que aquele futuro pudesse se tornar realidade.

O Heavy Metal sempre foi maldito e sempre será, ele não é música de massa. É um gênero musical único, que é bastante aberto a influências de outros gêneros e mesmo modinhas, mas nunca dependeu deles para sobreviver, ao contrário de vários outros estilos. Que o diga o progressivo, hein? Hehehehehe... :P


Uma das coisas que ocorreram no metal brasileiro, é que as bandas não podiam cantar em português. Não me perguntem de onde veio isso, mas o simple fato de uma banda cantar "entregue sua alma aos deuses do rock'n'roll", ao invés de "lay down your soul to the gods of rock'n'roll", já a colocava automaticamente no time das bandas ruins ou de segunda linha (Venom, música Black Metal, circa 1982). Porém, a barreira da língua desapareceria com o passar do tempo, pois o principal objetivo das bandas de metal era (continua a ser) alcançar o mercado externo, não o nacional. Esse era o verdadeiro motivo e um dos grandes erros.
Não é a toa que todas as bandas do período que cantavam em português, ou acabaram, ou mudaram o repertório para inglês.

Ora, o metal nacional veio em um crescendo desde o começo dos anos 80 até o Sepultura estourar, em 1990. Ou o pessoal não lembra que as rádios, desde as mais especializadas, como a Brasil 2000, até as mais xinfrins, como a Transamérica, passaram a tocar Heavy Metal em sua programação normal, após o estouro deles? Ou coisas mais leves, como Kiss, Poison, Cinderella, Golpe de Estado, entre outros, mas elas tocavam metal e música pesada.
Daí o Sepultura foi embora para os EUA (e sem essa besteira de "traidores" ou "vendidos", por favor).

Apesar do metal ainda estar em alta após isso, por conta do estouro do grunge, em 1991, essa alta era enganadora. Após Kurt Cobain se matar e o estilo musical dominante mudar, se tornando mais melódico, a coisa foi só tristeza. A maioria das bandas se calcava justamente no Sepultura para tentarem alcançar o mercado externo, daí talvez a fama internacional do Brasil ser um celeiro de bandas death/black metal (o melódico, sinfônico, gótico, dark, house, apocalíptico, punheteiro e boiola eu deixo a cargo dos marketeiros de plantão). Porém, como elas visavam o mercado externo e na primeira oportunidade queriam mais é se mandar daquí, deu no que deu: o metal confinado em lugares específicos para ser consumido, como a Galeria do Rock e a Woodstock; bares para a galera se encontrar continuam sendo contados nos dedos (ouví alguém sussurrar Black Jack Bar aí?); a estrondosa maioria das casas de shows que abriram seus espaços ao metal pararam de fazê-lo e as que existiam fecharam; a TV, que nunca foi muito com a cara do rock pesado - qualquer rock pesado - relegou o estilo ao gueto, com programas específicos. E só.



Ou alguém me diga onde eu posso encontrar discos das bandas nacionais listadas neste blog, fora das lojas citadas anteriormente? Na Fnac ou Submarino?
Sei... :S

Outra razão é que bandas como Shaaman, Viper, Dr Sin, Golpe de Estado (que abriu pro Jethro Tull, quando da sua vinda ao Brasil, só isso!) foram totalmente escorraçadas por tentarem fazer um som mais comercial e atingir o grande público, o que automaticamente abriria espaço para outras vertentes mais pesadas. Ou vocês acham que Slayer, Metallica, Megadeth e Dimmu Borgir já começaram em estádios? Os caras tinham de tocar em buracos sem infra nenhuma, com aparelhagem mais ou menos e sem propaganda, igualzinho aqui. Parece que você tem de ser sempre "troo metal": pobre, fudido e sem grana. A eterna sina do underground.
O melhor exemplo é o - de novo?! - Sepultura: a partir do momento que a banda foi embora e fez um baita sucesso, começou a desceção de lenha.

Não foi o metal que decaiu, foram as bandas que não conseguiram criar um mercado para o estilo. Não é a toa que música pesada (e não precisa ser necessariamente metal) é feita por quem tem dinheiro hoje dia. Os Raimundos, com um som pesado, mais calcado no punk, continuam fazendo sucesso até hoje - mesmo após o Rodolfo ter ido embora, mas os discos deles vendem - porque privilegiaram o mercado nacional, não o internacional.
Se você quer ir embora do seu país, que o faça, a escolha é sua (e não há nenhum problema nisso, diga-se). Mas se você quer viver nele, não dá pra querer importar um gênero e esperar que as pessoas gostem dele pelo simples fato de você ser brasileiro.
E essa, aliás, foi a outra razão do metal atualmente se resumir a bandas estrangeiras na mídia. Ou alguém consegue ver um show do R.D.P., Andrals, Sepultura, Dr. Sin (só para citar bandas mais conhecidas) e outros no canal Multishow?
É Iron Maiden, Kiss, Metallica e olhe lá.

E sem essa de que, a partir de agora, temos de cantar em português. Como Rammstein, Dimmu Borgir e Die Apokalyptischen Reiter provaram, você não necessita cantar em inglês para fazer sucesso, portanto, o caminho não é por aí.
Também sem essa de querer comparar o tamanho do mercado americano ou europeu com o nosso. A Noruega e Finlândia são enormes, certo?

Que tal primeiro focar aqui dentro, para depois tentar a vida lá fora?
Quem sabe daí a coisa toda melhore... ;-)

Pô, falei tanto que esquecí do Vulcano! Para quem quiser saber mais informações, tem o site deles e uma mini-resenha no Heavy Metal Brasil.

Mas só para avisar, sem Vulcano, sem Black/Death de qualidade sendo feito por aqui (e lá fora! Se você escutar metade das bandas de black/death estrangeiras depois de ouvir o Vulcano, você terá a sensação "de já ter ouvido isso em algum lugar"). A banda é um dos piláres que fez o metal nacional crescer, é só perguntarem para o Sarcófago e Holocausto.
E estava anos luz a frente de seu tempo, fazendo um som que só ficaria mais em evidência no fim dos anos 80 e só se tornaria estilo macissamente praticado a partir do fim dos anos 90, quase 2000!!!
Quer mais do que isso?

E claro, histórias folclóricas do Live incluem a fantástica concordância verbal do vocalista Angel, na faixa Total Destruição: "tragam suas cabeça, para que eu possa decepá-las". LOL :D


Vulcano - Live (1985) @ 192Kbps


01. Witch's Sabbath
02. Prisoner from Beyond
03. Fallen Angel
04. Riding in Hell
05. The Signals
06. Guerreiros de Satã (Satan's Warriors)
07. Devil on My Roof
08. Total Destruição (Total Destruction)
09. Legiões Satãnicas (Satanic Legions)
10. Shadows in the Mirror
11. Tears of Truth
12. Land of Misery

Download


Bloody Vengeance (1986) 192 kbps


1. Dominios of Death 02:53
2. Spirits of Evil 03:38
3. Ready to Explode 01:38
4. Holocaust 03:46
5. Incubus 02:11
6. Death Metal 03:49
7. Voices from Hell 00:17
8. Bloody Vengeance 05:11
Total playing time 23:25

Download


Antropophagy (1987) @ 128 kbps


01. Red Death
02. Death Angels Armies
03. Brainwash
04. F.T.W. (Fuck the War)
05. Fallen angel
06. Anthropophagy
07. Anyone Can Kill
08. Stirrin
09. Am I Crazy?
10. Mega Thrash
11. Upright

Download

Who Are The True? (1988) @ 128 kbps


1. The Next
2. Who Are The True?
3. Different Lands
4. Fuck Them
5. Witch's Sabbath
6. Never More
7. Flies Around The Shit
8. Do You Remember
9. Hercobulus

Download


Ratrace (1990) @ 128 kbps


1. White Violence
2. Last Day
3. Blind Science
4. Welcome To The Army
5. Time To Change
6. Ratrace
7. The Lungs Of The Earth
8. Just A Matter Of Time
9. In The Mirror

Download


Tales From The Black Book (2004) @ 128 kbps


1. Gates Of Iron
2. The Bells Of Death
3. Priestess Of Bacchus
4. From The Black Metal Book
5. Devote To The Devil
6. Fall Of The Corpse
7. Face Of The Terror
8. Guerreiros De Satã
9. Troubled Mind
10. The Sign On The Door
11. Obscure Soldiers
12. Total Destruição
13. Bestial Insane

Download

7 comentários:

alfred disse...

Putzgrila... Volcano é muito bom e é impossível achar esses dicos! Valeu.

Defensor, O Maldito disse...

Saudações Hazza!

É, você colocou muito bem as coisas. Não tenho nada a acrescentar sobre o que dissestes. Quando você escreve: "Não foi o metal que decaiu, foram as bandas que não conseguiram criar um mercado para o estilo". Sou obrigado a concordar. Nunca havia pensado nas coisas sob esse prisma.

Quanto ao Vulcano, falei com o Zhema sobre o post e ele mandou te agradecer o apoio.

No Tales From the Black Book, eu participo fazendo 3 letras em parceria com o Zhema. Creio que após muuitos anos, esse play ao lado do Live (mesmo com o folclórico vocal) e do Bloody Vengeance, é o melhor do Vulcano.

Agora está saindo um split deles com o Nifelhein (acho que é assim que se escreve) na Europa, em compacto (só podia ser coisa de europeu mesmo!) que está muito bom.

E a luta continua!

Abraços

PS= quanquer hora precisamos nos encontrar para derrubar umas cervas... se vieres para Santos curtir uma praia algum final de semana, avise!

hazzamanazz disse...

Opa, valeu pelo convite, quando der eu te aviso mesmo.

Esse split com o Nifelhein já saiu, segundo o Rockdetector:
http://www.rockdetector.com/discography,31982.sm?type=SinglesEPS
Mas foi edição limitada de 1000 cópias, em novembro de 2003, segundo o site. Ou seja, necas de eu conseguir isso (a capa ficou duca).

Pô, eu tenho o Live em viníl até hoje e não vendo nem a pau!
Ainda dá tremedeira na música Witch's Sabbath, que puta som, mesmo hoje em dia.
Essa era uma música que eles poderiam ter regravado, a bateria dela é animal!

A luta continua mesmo, legal saber que você ainda continua mandando ver...

[ ]'s

Defensor, O Maldito disse...

...não se preocupe, esse split eu consigo com o Zhema a hora que chegar por aqui. Depois eu faço o upload em algum lugar.
Abraços

RITUAL disse...

demais, cara. seu blog é de foder.
vivi bem o metal dos anos 80 constitui uma banda em 1985/86.
na verdade perdura ate hoje.
e cara vulcano foi o maximo.


ass mentor

Anônimo disse...

lendaria banda brasileira... tem que conhecer ... valeu pelo post !!! beermetal !!!

Felipe Galvão disse...

Arrebentou no texto, parabéns!