18 junho, 2007

Dead Kennedys

Eu sou meio suspeito para falar dos Dead Kennedys, porque foram eles os responsáveis por abrirem minha cabeça para outros estilos de música. Ah sim, eu era um moleque lá pelos seus 15 anos e tinha virado um metaleiro pra lá de radical - "thrash 'till death", "morte ao falso metal", "Slayer e Metallica é que são bons, o resto é merda", vocês conhecem a lenga-lenga -, quando escutei o "Fresh Fruit for Rotting Vegetables".

Foi justamente ele e o "Let's Start a War...", do Exploited, que me mostraram que o mundo ia muito além do meu umbigo e de uma pulseira de tarrachas. ;-)

Portanto, falar da banda imparcialmente é foda, além do mais postando esse clássico-pérola-orgásmico, o álbum "Frankenchrist", que só mostra como nós não deveríamos ter descido das árvores, pois muita coisa dele continua atual.
Ah sim, o álbum foi feito em uma época diferente, mas que é bastante parecida em certos aspectos: o presidente norte-americano era o repúblicano e reacionário Ronald Reagan - que todos louvaram após sua morte, mas que levou o mundo a beira do holocausto nuclear. FDP >:-( -, era a época do PRMC, organismo ultra-direitísta que nos impigiu esse selinho de merda que encontramos atualmente nos CDs e todo o conservadorismo católico estava em alta.
Tão diferente de hoje em dia, hein?

Mas isso aqui...nossa! Além do som ser uma progressão dos álbuns anteriores, ele é simplesmente genial, com psicodelia rolando solta na This Could be Anywhere, pancadaria lendária na faixa Hellnation, bem como elementos de surf music - Soup is Good Food e Chicken Farm - e as sempre presentes letras políticas e ultra ácidas, que permeiam o disco todo, como nas músicas Stars and Stripes of Corruption e MTV Get of the Air.
Infelizmente, esse foi o último álbum da banda, já que ela foi processada por uma imagem contida no encarte do mesmo, e apesar de ganhar o processo, este esgotou suas forças, destruindo-a.

Não é que Hemingway estava certo mesmo? :-/

De lambuja eu estou postando o "Give me Convenience or Give Death", uma compilação bem legal, cheia de lados B e versões alternativas.
Vale muito o download, isso aqui é um clássico, é só perguntar para o pessoal.
Para finalizar, deixo vocês com um trecho da música MTV Get of the Air, que tradúz bem o que ela - e especialmente a versão brasileira, que não era assim no começo- viraram:

Meu trabalho é ajudá-lo a destruir
O que restou de sua imaginação
Alimentando-o com infinitas doses
de lixo disfarçado de doce.


Então não crie
Fique anestesiado
Seja um vegetal
Martele o telefone sem parar
E quem sabe assim nós consigamos
Fazer você acreditar
que isso é o futuro do R'n'R


320Kbps, capas inclusas.


Frankenchrist (1985)


01. Soup Is Good Food
02. Hellnation
03. This Could Be Anywhere
04. A Growing Boy Needs His Lunch
05. Chicken Farm
06. Jock-O-Rama
07. Goons Of Hazzard
08. MTV - Get Off The Air
09. At My Job
10. Stars And Stripes Of Corruption

Part 1
Part 2


Give me Convenience or Give me Death (1987)


01. Police Truck
02. Too Drunk To Fuck
03. California Uber Alles
04. The Man with the Dogs
05. Insight
06. Life Sentence
07. A Child And His Lawnmower
08. Holiday In Cambodia
09. I Fought The Law
10. Saturday Night Holocaust
11. Pull My Strings
12. Short Songs
13. Straight A's
14. Kinky Sex Makes The World Go Round
15. The Prey
16. Night Of The Living Rednecks
17. Buzzbomb From Pasadena

Part 1
Part 2

pass for all: 200_IT

2 comentários:

Anônimo disse...

belo post hazz dead kenneds é uma baita banda !!! só ficou faltando o disco branco "Fresh Fruit for Rotting Vegetables". beermetal !!

ganjacore disse...

SEM PALAVRAS!DEAD KENNEDYS É A MELHOR BANDA PUNK QUE JÁ EXISTIU.AO LADO DO SICK OF IT ALL,SÃO AS BANDAS QUE MAIS GOSTO E JÁ DEIXEI ELAS PARA SEMPRE EM MINHA PELE!!!POR ISSO QUE GOSTO DO DEMÊNCIA,O BLOG É PURA DEMÊNCIA!!!!