10 janeiro, 2007

Eu gostaria de ser cego

Isso mesmo, eu gostaria de não poder enxergar o mundo com outros olhos. Não que isso seja ruim, mas ás vezes eu bem que gostaria de ter a mesma visão comum do que se convencionou chamar "ser humano médio". Realmente o ouro é muito bonito, vamos ser sinceros, e seu brilho é cativante, quando bem trabalhado. Mas o titânio ou o aço também o são, basta apenas você prestar atenção neles.
Até as coisas mais comuns tem uma história fantástica para contar. Nós só temos de parar e ouvir.

Por exemplo, o cigarro. Mal do fim do século XX, causador de diversos tipos de câncer, droga de pessoas fracas, onde os seus usuários são párias, verdadeiras lepras ambulantes que merecem todo o nosso escárnio. Antes que alguém diga, eu fumo.
Cigarro, seu maluco! :P



Médicamente falando, o cigarro prejudica as funções sexuais, causa irritação no cólon, prejudica os pulmões, causa aumento dos batimentos cardíacos - o que leva ao estresse do coração e consequentemente a uma parada ou arritmia cardíaca - altera o funcionamento do fígado, sobrecarega os rins e prejudica o raciocínio, já que sem ele, o seu cérebro tem dificuldade de manter a concentração. Também é responsável pelo envelheceimento precóce.
Tudo isso com o passar dos anos, não é uma coisa imediata.


No entanto, experimente falar a mesma coisa sobre a bebida, para você ver a reação das pessoas.
Eu não bebo, para quem quiser saber.É isso mesmo, eu não coloco uma gota de álcool na boca, seja da bebida que for (mas eu fumo bra garaio. Cada um com sua droga, certo?).

A primeira coisa que irão lhe falar, é que o cigarro incomoda muito mais e que prejudica quem está em volta. Realmente é verdade. Mas você acha mesmo que não está incomodando quem está ao seu lado, mesmo se beber pouco? Experimente ficar sem beber um mês - se você conseguir e não tiver tremedeiras, é claro ;-| - e ficar ao lado de quem bebeu. O cheiro que emana da pessoa é a coisa mais podre possível (você sabia que o sabor da comida vem do seu cheiro, não de seu gosto, certo? Se uma comida não cheirar bem, ou simplesmente não cheirar nada, você provavelmente não conseguirá comê-la). É um cheiro de ranço, parece esgoto com comida azeda.

Fora que beijar uma pessoa que bebeu, e você não, é o mesmo que cheirar uma lata de solvente ou um tonél de lavagem para porcos.



A segunda coisa que irão lhe dizer, é que a bebida não é droga. Errou feio, cara-pálida.
Em exceço ela causa degeneração do cérebro, falência dos rins e fígado, ataca o coração e prejudica o cólon e os intestinos. Além disso, causa envelhecimento precóce e prejudica as funções sexuais. Álcool pode aumentar a possibilidade de você ter câncer de larínge, estômago, boca, cólon e mama, além de ter ligação com o câncer de pâncreas e pulmão (fonte: Agency for Reaserch on Cancer, IARC - Lyon, França).
Tudo isso com o passar do tempo também, não é uma coisa imediata.

No entanto quem bebe não é tratado da mesma maneira que um fumante, mesmo que tenha causado um acidente, fatal ou não.
E quando dizemos beber em exceço, a saber, é mais do que 300ml de cerveja, meia taça de vinho ou uma dose de destilado qual for, geralmente 40ml, que é o consumo dito "seguro" pela medicina.

Sinceramente, eu nunca ví ninguém beber somente isso.

O interessante disso tudo é que temos dois pontos aqui, e não somente um. O primeiro é a visão da própria organização humana como sociedade, onde a bebida é aceita como componente de distração e interação social, portanto, é permitido você a utilizar, mesmo que isso lhe prejudique. Por isso a chamamos de droga social. O segundo foi a esperteza da indústria de bebidas, que viu que o próximo alvo seria elas e para não ocorrer o mesmo que na indústria tabagista, se adiantou a sociedade. Ora, o que mais confirma isso é que ela imputa a você a responsabilidade de beber, mas quando a indústria tabagista tentou fazer a mesma coisa, foi amplamente criticada e combatida.

Ou aquele rótulo "Se beber, não dirija" está lá para quê? Pela indústria ser consciente e saber dos males que ela causa? Acorda aí meu, abre o olho! Aquilo lá é para se alguém dizer que bebida faz mal, eles poderem se defender dizendo, "nós avisamos, você bebeu porque quis".

E antes que alguém fale em apologia, vá a merda. Informação e educação sobre qualquer tipo de droga, seja ela maconha, cocaína, heroína, LSD (ácido), excstasy, chá de cogumelo, entre várias outras, estão amplamente disponíveis para qualquer um.
Se você tomar alguma dessas demais e ficar viciado, você mereceu!

E cada um sabe qual o lado do bonde que é para descer, sem essa de que "drogas fazem mal". Tudo em exceço, seja o que for, causa mal. E há, além do mais, o componente da liberdade de escolha.

Que o ser humano adora abusar diga-se...

4 comentários:

Ternakis disse...

Parabéns pelo texto. Algumas pessoas conhecem essas informações (e as poucas que conhecem não as divulgam de uma forma devida, talvez por pressão das indústrias). Seu blog é muito legal.

marcos disse...

ótimo texto.

agora, exceço NAO, excesso.

Anônimo disse...

muito legal vc prestar esse serviço de alerta para as pessoas. eu por exemplo, ao contrário de vc, gosto de cerveja (vide meu nick) e não fumo. mas vc está certo a bebida tbém é uma droga como o cigarro... já ouviu aquela musica do accept bad habbits die hard ?? rsrsrsrs brincadeirinha cara !! legal continue assim !!! p.s. cadê o dorsal atlantica hein ??? um abraço do beermetal !!

NopSnot disse...

hehe... tanto os pinguços quanto os chaminés terão problemas futuros (fume 1 maço ao dia por 15 anos e tenha câncer de pulmão; tome cerveja e vinho em excesso todo dia por 15 anos e tenha cirrose hepática. :)). Antes que comentem : Eu tbm bebo bagaray e fumo um pouco!!! Quer dizer : Tou ferrado!!
Grande texto hazza!