25 janeiro, 2007

Oremos irmãos e irmãs!

Oremos mesmo para que isso seja verdade!
A vocalista do Evanescence, Amy Lee, disse à Jam! Music esta semana que ela não se vê excursionando por toda a sua carreira. Lee disse que estar numa banda de rock é "bastante esquisito a maior parte do tempo", adicionando "logo fico cansada da turnê e quero voltar e escrever. Não farei isso para sempre".

A vocalista diz que ela tem outras ambições em sua vida, incluindo fazer diferentes tipos de música. "Eu quero seguir em outras linhas mais tarde, definitivamente, mas ainda não cheguei lá", disse. "Adoraria fazer trilhas musicais para filmes. Eu adoro trilhas, então eu amaria fazer isso. Seria divertido. Por exemplo, se eu num momento quiser, tipo, quando estiver velha, ser mãe e trabalhar em casa, seria tão legal só de ter um estúdio na minha casa e ficar trabalhando em trilhas, sem sair em turnê".

Amy ficou noiva de seu namorado Josh, um terapeuta, numa segunda-feira durante a noite (8 de janeiro), enquanto a banda estava em Toronto para se apresentar no Air Canada Centre.
Casar com terapeuta é soda, mas o som que essa "banda" faz é pior ainda! >:-(
Que coisinha fuleira...

7 comentários:

Tânia disse...

hahahaha pior q o Lemmy Kilmister na Roadie Crew desse mês pois o Fallen no "5 melhores albums na sua opinião"
Será q ele tava zuando?
hehehehe

hazzamanazz disse...

O Lemmy é bem estranho Tânia. Só para você saber ele é fã confesso de ABBA!!!

A minha birra com o Evanescence nem é pela banda existir, mas porque chamam ela de "metal".

Se isso é o metal de hoje em dia...cruzes... :P XD

Dagda disse...

Pô, Hazz

Fiquei mais tranqüilo agora. Achava que eu era o único que não gostava desse cruzamento de Tori Amos com Linkinbiznitknot (pra mim é tudo a mesma merda).

Abs

D

Anônimo disse...

Em estado de total compunção, rasguei minhas vestes, vesti-me de pano de saco e cobri minha cabeça com cinzas, como ensina a Bíblia. Orando em penitência desde já. Desista, Amy. Por favor.

hazzamanazz disse...

Estou vendo que eu também não estou sozinho em minha "fé", Dagda.

Será que o Demência tem fazer um abaixo-assinado e entregar para ela?

HAHAHAHAHAHAHAHA...

[ ]'s

Barbarian disse...

AHAHAHAHAHAHAHAHAHA perfeito... quase surdo arrebentando a parede com o tributo ao Dio que vcs postaram... vejo que não estou sozinho nessa opinião... Amy... please... give up.

Anônimo disse...

Ainda em estado de oração para que a Amy desista de sua brilhante carreira, veio-me uma informação: uma rádio no interior de Uganda necessita desesperadamente de um compositor de vinhetas musicais. Não se trata exatamente de trilha sonora para Hollywood, mas creio ser função proporcional ao talento da moça. Amy, mande-me urgentemente seu curriculum (em papel - higiênico - lá não tem internet) para que eu possa encaminhá-lo imediatamente. Exige-se moradia no local. Aceitam-se maridos terapeutas.