15 fevereiro, 2007

Saxon - Crusader (1984)

Pra chutar o balde, hein?! :P

Eu já tinha mandado esse aqui para o Barbarian publicar na extinta Taverna do Bárbaro, mas estava em qualidade 192Kbps "meia-boca" (ou era 160Kbps?). O foda de álbuns muito famosos assim, é que nós assumimos que todo mundo tem e como nós já furamos os LPs de tanto escutá-los - como se dizia antigamente -, nem nos damos ao trabalho de ripá-los novamente em qualidade maior e colocar para o pessoal mais novo escutar.

Na verdade, isso aqui é o que fez o Saxon tão famoso!

Aliás, a história da banda é pra lá de curiosa. Primeiro que ela é subestimada pacas, deveria estar no panteão dos deuses do metal faz tempo, mas sempre ficou relegada a segundo plano. Segundo que ela já começou boa cedo demais!
Para quem não conhece o som mais antigo tanto assim, o segundo álbum deles já era um clássico quando lançado, o "Wheels of Steel". Aliás, deste álbum até o "Innocence is no Excuse" é obrigatório conhecer as músicas, de tão boas que elas são (e se você pegar os álbuns ao vivo, várias músicas são desta fase, que é clássica)! :D.

Hazza é tão doido por esse aqui, que sabe todas as músicas de cor, desde as letras, passando pelos riffs de guitarra, o andamento do baixo e as viradas da bateria. ;-)
Em 320Kbps



1. Crusader Prelude
2. Crusader
3. Little Bit Of What You Fancy
4. Sailing To America
5. Set Me Free
6. Just Let Me Rock
7. Bad Boys (Like To Rock 'N`Roll)
8. Do It All For You
9. Rock City
10. Run For Your Lives

Download
 

7 comentários:

Barbarian disse...

MASTERPIECE é o termo pra isso aqui... se tem uma coleção em vinil que mantive intacta foi a deles!!!!

Barbarian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Barbarian disse...

Porra, postar comments pelo IE tá sendo um saco, vc clica 1x e ele posta 2... por isso que ando apagando às vezes... ou duplica ou não vai, tem q escrever de novo...

Michel disse...

Um dos dez melhores albuns de todos os tempos.

Para os defensores do vinil é um prato cheio. É (e digo no presente porque tenho minha cópia importada com capa brilhosa até hoje) um arregaço curtir a arte magnífica e as letras caprichadas - porra, a de "Sailing to America" é sensacional!

Ô Hazza, o problema é que 1984 foi um ano excepcional. Até hoje eu lembro as letras de Crusader, Powerslave, Perfect Strangers, Ride the Lightning, Bonded by Blood, Show no Mercy, The Last in Line, Warning... e não guardo nada na cabeça das dos últimos anos.

Tudo bem que os miolos vão apodrecendo, mas a explosão criativa dequele período, sei lá, de 80 a 86, dificilmente vai acontecer novamente. Sem saudosismo de achar que o passado é que foi bom, mas os gêneros surgiam ali: black, thrash, power, epic, prog-metal.

E havia também a bosta do radicalismo. Eu lembro de amigos meus PUTOS com o "Innocence is no Excuse" por ser comercial... mas o tempo mostra que é um bom disco.

Barbarian disse...

Só sei que o pessoal radical pra cacete hoje não tem material pra ouvir... e fica dizendo pérolas como "mas que bosta é esse som de hoje, que saudades de bandas como o SAXON..." hahaha!!

84 foi mesmo um ano PESADO. Muita coisa surgiu junta e elas se tornaram históricas. No momento, muitas bandas vêm tentando resgatar o Metal daquela época, como Brainstorm, Deja Vu, etc, mas quem viveu o momento dessa criação tem algo muito bom pra lembrar, não é a mesma coisa...

[ ]'s

hazzamanazz disse...

1984 foi um ano ímpar mesmo.
O metal por aqui começou a deslanchar, o país se abriu para o mundo e o Iron Maiden tocou aqui no ano seguinte. :D

A versão em LP do Crusader eu também ainda tenho, a arte e as letras são muito boas mesmo.
O pessoal de hoje em dia, acostumado com o CD, pode até nos chamar de velho, mas eles não tem idéia do que era a arte de um LP, com aquela capa enorme e a possibilidade de pirar legal nelas.
O CD é tão sem graça.

Aliás, com a internet, que está quebrando as gravadoras, as capas voltaram a ficar boas, já que uma imensa maioria olha elas no computador, que tem uma tela enorme.

Quanto ao metal, a entre-safra do meio da década de 90 até o ano 2000 - especialmente este - foi uma merda, mas tem coisa muito boa aparecendo, como Arch Enemy, Children of Bodom, Dimmu Borgir, entre muitas outras (quando digo aparecendo, é que estas bandas não tinham visibilidade nenhuma, só começando a aparecer forte mesmo de o quê, 2001 pra cá).

ulisses disse...

EU ME LEMBRO QUANDO FOI LANÇAMENTO
DESTE DISCO,FIQUEI DOIDO QUANDO OUVI. HARD ROCK PURO!!!
PRA MIM UM DOS MELHORES DISCOS
DO SAXON...
NUNCA OUVI TANTA PANCADARIA
COMO ESTE DISCO .