25 março, 2007

Desperado - Bloodied, But Unbowed (1996)

Bom, taí o famoso disco nunca lançado do Desesperado.

Essa banda foi formada por Dee Snider, ex-Twisted Sister e Widowmaker, entre outros; Clive Burr, o qual não me recordo em que banda tocou, já que ela não era muito famosa; Marc Russel; e Bernie Tormé, ex-Gillan e Ozzy. Só gente fraquinha, não?
A banda se reuniu para alguns shows na Inglaterra e veio a gravar um álbum em 1992, mas que nunca foi lançado pela gravadora Elektra, inexplicavelmente sendo arquivado!
Provavelmente um dos membros da banda "pegou emprestado" os originais e soltou na praça em 1996, pois ele sempre foi muito pirateado, mas nunca lançado oficialmente.

O som é pra lá de interessante, um southern rock pesadão, misturado com o típico hard rock do Twisted Sister. Country Metal, ouví alguém falar? :D
Hey, se pode existir Melodic Death Metal, Melodic Black Metal, Atmosferic Depressive Black Metal e - o que eu gostei mais de ler certa vez - Gothic Melodic Death/Black com influências Thrash Metal! LOL :P

Vale muito o download para quem aprecia o estilo, Dee Snider é um cantor de primeira!
Como muita gente reclama do Axifile, também está hospedado no RS.



1. Hang 'Em High
2. Gone Bad
3. The Maverick
4. The Heart Is A Lonely Hunter
5. Calling For You
6. See You At Sunrise
7. There's No Angels Here
8. Made For Trouble
9. Ride Thru The Storm
10. Son Of A Gun
11. Emaheevol
12. Easy Action
13. Heart Of Saturday Night

Dee Snider - vocals
Marc Russel - bass
Bernie Tormé - guitars
Clive Burr - drums

Download (VBR, RS)
Download (320Kbps, Axifile)

6 comentários:

Rodrigo Maia (wyldmetal) disse...

Valeu brother por aceitar a parceria. Estarei aki sempre, e mto orbigado por postar raridades como akela do Metallica q vc postou ontem.
Abração

M.Marcolin disse...

ahahahahhaa, quando eu tinha uns 15 anos, pensava em montar uma banda de thrash e sugeri este nome, afinal, 'malfeitor' é um nome ambíguo para thrash... ninguém que era da banda gostou, acharam sem graça e isso e aquilo, mas aí eu fui pesquisar, e perguntei ao pai de um amigo o que ele achava do nome, e ele disse que já existia. Me mostrou um poster dos caras que ele tinha guardado... daí, quando falei que o Dee Snieder já tinha uma banda com este nome, os companheiros de banda torceram a cara, dizendo que não era tão ruim assim... bando de teleguiados, eehehheh, valeu!!!

M.Marcolin disse...

Cara, li a matéria sobre a sentença da juiza alemã, e ficou muito bacana (os esclarecimentos, óbvio). Realmente os costumes e conceitos préconcebidos pela nossa sociedade sempre ofuscam uma justa análise sobre outros povos... Mas enfim, é incrível como a teologia pode estagnar um povo e deixá-lo à mercê de barbaridades promovidas entre si mesmos, tanto de homens quanto mulheres, num imenso circulo vicioso...

Com certeza, para podermos analisar este tipo de fato, temos de manter em primeira mão a imparcialidade ao 'objeto' estudado, para que então possamos entender melhor seus costumes... até mais

Fireball disse...

Belo post, Hazza !

Esse disco é bem interessante. Vale complementar dizendo que, em 2006, ele finalmente foi lançado oficialmente, mas com o título modificado para "Ace".

Abraço

hazzamanazz disse...

É verdade Fireball, mas a versão de 2006, sei lá porque, só tem 11 músicas.

M. Marcolin, o problema é como você disse, olhar com imparcialidade para outros povos.
Lógico que do nosso ponto de vista, o que eles fazem é barbárie, mas nós não somos eles, eles tem de achar um caminho próprio.

E Brasil, EUA e Europa condenarem esse tipo de regime, quando também fazem coisas pra lá de vexatórias, como institucionalizar o jeitinho e o roubo, manter um campo de concentração e ser racista com os outros, respectivamente, é ruim hein?!!!

[ ]'s

O autor dos rebentos disse...

Po, o Clive Burr mada mais nada menos foi o cara que tocou no Iron Maiden até o The Number of the Beast. Sensacional, pena que nestas alturas, links invélidos.