04 maio, 2007

Billy Sheehan - Cosmic Troubadour (2005)

Esse aqui eu peguei por indicação de Mr. Steve Vai, portanto, quem não gostar, já sabe com quem reclamar. :D :P
Por outro lado, suas influências declaradas são Jimi Hendrix, Billy Gibbons, Cliff Burton, Tim Bogert e Johann Sebastian Bach, então acho que vale a pena dar uma chance ao "menino". :P
Interessante é que Billy Sheehan começou na guitarra, mas - segundo declarações suas -, quando viu Tim Bogart, do Vanilla Fudge, tocando baixo com um Fender Precision, equipado com braço fingerboard, ficou maluco pelo som e trocou de instrumento.

Sheehan tocou no Talas, Steve Vai, David Lee Roth, Mr. Big e Niacin. Foi no Talas, banda na qual tocou durante dez anos e ajudou a fundar, que ele chamou a atenção, inclusive tendo criado nela os hits Shy Boy (que seria regravado com David Lee Roth) e Addicted to that Rush (que seria também regravado com o Mr. Big).
A banda nunca chegou a ser um sucesso internacional, tendo ficado relegada aos EUA, mas mesmo assim, abririam shows de bandas como Van Halen e Yngwie Malmsteen.

Após se juntar a David Lee Roth e gravar os álbuns Eat'em and Smile e Skyscrapper, Billy Sheehan se juntou a outros talentosíssimos músicos, o guitarrista Paul Gilbert, o vocalista Eric Martin e o baterista Pat Torpey e formaram aquela cáca do Mr. Big (minha opinião, é claro).
Tá bom, o Mr. Big não era de todo ruim quando resolvia tocar de verdade, mesmo o metal deles sendo farofa - já que os músicos eram muito bons -, mas a insistência e imbecilidade da mídia (MTV get off the air!!!), tornaram o negócio todo pra lá de execrável, com a famosa balada To Be With You torturando nossos ouvidos toda hora.

Antes que alguém fale algo, o Kiss, quando do lançamento de Lick it Up, sofreu do mesmo problema. A porcaria da música tocava tanto, mas tanto, que ninguém aguentava mais ouvir ela no rádio.

Voltando a vaca fria, após o fim do Mr. Big, em 2002, Sheehan trabalhou junto com o UFO e é quase um membro permanente da banda de Steve Vai, tendo excursionado sempre com ele. De 2001 até 2005 excursionou com o G3, projeto que inclui diversos guitarristas, quase sempre Vai, Satrianni e mais algum (o de 2007 conta com Satrianni, Paul Gilbert e John Petrucci).
Em 2005 ele me soltou esse álbum, o seu segundo solo - o primeiro é de 2001 e se chama "Compression" - e que é muito bom.
Destaques vão para uma trauletada de músicas, mas prestem atenção na Don't Look Down, pois você irá ouvir uma autêntica aula de baixo, já que ele pira legal na música.

Nada a ver com o som do Mr. Big, antes que alguém fale.

Billy Sheehan (vocals, electric 6-string guitar, electric 12-string guitar, bass instrument)
Ray Luzier (guitar, drums, programming)
Simone Sello (guitar, programming).
Em VBR



01. Toss It On The Flame
02. Back In The Day
03. The Suspense Is Killing Me
04. From The Backseat
05. Don't Look Down
06. Something She Said
07. Dreams Of Discontent
08. Dig A Hole
09. Taj
10. The Lift
11. A Tower In The Sky
12. Long Walk Home
13. Indisputable Truth #1
14. Hope
15. A Million Tears Ago

Part 1
Part 2

2 comentários:

Mestre Splinter disse...

Valeu, seu Hazza! Essa véia é foooda!

hazzamanazz disse...

Ele mandou bem pacas, esse play é muito, muito bom!

[ ]'s